BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

SER VÍTIMA DE UM PSICOPATA

Ninguém imagina o que é conhecer um homem extremamente carinhoso, atencioso, gentil, ótimo ouvinte, divertido, fazer você se sentir amada, importante para ele, valorizada, enfim, tudo, exatamente tudo o que uma mulher pode sonhar em relação a ter e receber de um homem eu tinha. Saí da minha separação machucada demais, foram 17 anos de uma convivência difícil, ele era muio frio, autoritário, ausente, fechado, eu nunca podia participar da vida dele em nenhum aspecto, o que me dava asas a imaginar tantas coisas...ele parava muito pouco no Brasil, viajava a trabalho, no rosto dele a satisfação de estar indo para bem longe e ficar meses...sózinho! Era incapaz de fazer um elogio, de dizer uma palavra positiva, de fazer um carinho. E quando eu pedia a separação, ele ficava exaltado, como eu poderia estar pedindo a separação? para ele, tudo estava maravilhoso, ele era perfeito, fazia muito bem a parte que lhe cabia como marido...rsrs...e como pai? nem irei mencionar em respeito aos meus filhos.

Mal conversava comigo, ele era a lei, isso me lembra até hoje o filme dormindo com o inimigo.

Daí eu consigo sair de um casamento desses, carente, com todas as minhas resistencias zeradas, machucada porque ele era p.hd em humilhar pessoas, especialmente a me humilhar...e por mais que eu reagisse, não tenho sangue de barata...parecia que nada, nenhuma palavra que eu dissesse o atingia, nada fazia ele se sentir como eu me sentia. E depois de algum tempo, encontro o protótipo do príncipe encantado, tudo, absolutamente tudo que eu não tive em meu casamento, tive com ele de sobra.

Sempre muito ámavel, conquistou com maestria em tempo record meus filhos, meus pais...tudo estava lindo e maravilhoso demais. Fizemos planos de nos casar, ele veio morar em meu apartamento, e ao passar dos meses, fomos fazendo planos, até que resolvemos vender meu apartamento e ir para um mais amplo, ou uma casa num condomínio fechado. O que faltaria para completar o pagamento do novo imóvel, ele parcelaria e completaria. Logo vendemos...e percorremos o bairro todo em busca no nosso mais novo "lar doce lar". Vimos móveis, planejamos a decoração, e enfim encontramos o que procurávamos. O golpe foi perfeito...ele fugiu com todo dinheiro do meu apartamento, levou carro, 2 relógios suíços, minhas malhas inglesas, meus perfumes mais caros, computador, jóias...e todos os meus sonhos.

Ficamos juntos por 11 meses...

Ninguém pode imaginar a sensação, a dor quando se descobre que foi enganada, que nunca foi amada, que tudo era um grande teatro, só para ele alcançar seu objetivo. E em questão de segundos, eu não tinha mais nada...era uma sem teto, literalmente.

Sofro até hoje as consequencias, moramos com minha mãe, eu e meus filhos, procuro emprego e não consigo pois tenho 48 anos, nenhuma experiencia profissional, nome sujo no serasa, aguento minha irmã e meu irmão me jogar na cara todos os dias essa história, fazem questão de demonstrar o quanto desagrada os dois estarmos morando aqui. Meu ex marido óviamente virou meu inimigo número um, esqueceu-se que tem filhos, perdi amigas, ou melhor..."amigas".

Fiz BO e descobri que ele era realmente um bandido, um foragido da polícia...agradeço a Deus por não ter nos machucado nunca fisícamente, mas a sensação de ter dormido com um bandido por 11 meses é torturante.

Se eu fosse detalhar aqui por tudo que poassei e passo depois desse grande acontecimento em minha vida, teria que ficar dias e dias aqui.

Reaprendi a ter uma nova vida, que nem de longe lembra a que eu tinha...em todos os sentidos. Sei que é bola pra frente, limpar o joelho e seguir adiante, que leite derramado não volta para o saquinho...mas as consequencias que vivo até hoje, as humilhações, as necessidades financeiras, enfim, são tantas coisas...que não me deixam esquecer.

Estou só a quase 4 anos, desde quando aconteceu tudo, por vários motivos, nem me lembro mais como é ter carinho, dar um beijo, ser acariciada...

Até quando vai doer? Me faço essa pergunta todos os dias.

"Quando tudo nos parece dar errado, acontecem coisas boas. Que não teriam acontecido, se tudo tivesse dado certo. '

(Renato Russo)

AINDA DÓI

Confesso que passei por situações que ainda estão vivas em mim, parece que foi ontem, hoje, agora, a uma hora atrás...e já fazem quase 4 anos. Não sei como me livrar dessas dores, sou fraca? maybe...sou apegada a tudo que vivi e que ainda gostaria de estar vivendo?? why not? Perdi, ofendi, me machuquei, desfiz sonhos, fui embora, não devia ter ido...fui atrás de ser feliz, encontrei infelicidade. Sabe quando você da uma baita trombada na vida? Ou a vida resolve te dar uma surra daquelas? E no meio dessa surra, ou trombada....muitas coisas se quebraram, muitas pessoas foram embora, não sobrou quase nada do que antes era sentido como pesadelo e em segundos descubro que eram meus sonhos mais preciosos. Aquela coisa de éramos felizes e não sabia é tão real, somos tão pouco cuidadosas com o que temos e com quem temos ao nosso lado, que temos a onipotencia de acreditar que merecemos mais, queremos mais, parece que nunca estamos completos, o que esta para ser conquistado é tão melhor em comparação ao que já conquistamos que não nos damos conta que estamos felizes e completos, e que o tão almejado novo pode ser uma tremenda furada.



Já foi, já passou, já é passado...mas ainda dói muito, tento me recuperar no meio de tantas perdas irrecuperáveis, tento acreditar que ainda posso encontrar a Dna. felicidade e começar uma nova história, jogar a velha fora, salvar as experiencias adiquiridas, a maturidade conquistada, e fazer diferente, ir com mais calma, acreditar...mas onde eu deixo minhas saudades? minhas culpas? minhas tão terríveis dores??









Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Zen Fish Tank (Aquarium) by Buddhahands

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PSICOPATAS




Algumas características do psicopata são o egocentrismo, a ausência de culpa e remorso, o excesso de razão e a inexistência de emoção. Dentro destas características a mentira é um dos atos mais recorrentes. Para sustentar uma mentira, o psicopata cria outras e mais outras, sempre para chegar aos seus objetivos. Por não sentir culpa, o psicopata atua e finge muito bem. Facilmente pode forjar um choro, tristeza ou qualquer outro sentimento que seja mais facilmente observável.




A grosso modo, o psicopata pode ser classificado em três graus. O primeiro deles, o leve, seria o conhecido 171 (estelionatário), o indivíduo que aplica pequenos golpes e engana as pessoas. O segundo grau, o moderado, seria o indivíduo que se envolve em grandes fraudes financeiras ou em golpes envolvendo muitas pessoas. O terceiro grau, o grave, seria a da categoria dos serial killers, que quase sempre envolvem requintes de crueldade. No Brasil já tivemos vários casos de serial killers, dentre eles o bandido da luz vermelha e o maníaco do parque. Há também muitos outros crimes que foram cometidos por prováveis psicopatas graves, como o caso Richthofen, o caso Eloá e tantos outros.




Os crimes envolvendo os psicopatas graves são repletos de requintes de crueldade. No caso do jornalista Tim Lopes, seus assassinos fizeram um ritual para cometer o crime. Utilizaram espadas, tortura e diversos artifícios de crueldade. Por fim, o corpo do jornalista foi queimado em um local denominado "microndas". Essa categoria mais grave de psicopata pode ser descrita ainda como um predador humano, eles simplesmente “caçam” as suas vítimas como um animal feroz.




/www.psicologoemcuritiba.com.br/2009/04/psicopatia.html
Eu recebo inúmeros e-mails de pessoas que dizem, ou melhor, escrevem que quer muito me conhecer, apos ter lido meu blog, e após manifestar esse desejo de me conhecer, me dão um monte de conselhos, dos mais variados...pedem para que eu não ligue p a opinião alheia, que eu esqueça o que passou, que eu seja eu mesma, que eu me ame, etc...

Acho muito bacana esse tipo de carinho por parte de pessoas que me conhecem, só sabem um pedacinho da minha vida através desse blog. Eu não estou aqui fazendo uma crítica, ou pedindo de forma indireta que parem com seus conselhos!! Isso eu nunca faria, porque penso que toda manisfestação, seja ela positiva ou não, não deixa de ser uma forma de carinho, e que por sinal eu recebo bem.

Tenho duas coisas a ressaltar aqui: Quanto a querer me conhecer, será um prazer, mas não sei o que as pessoas imaginam ou fantasiam a meu respeito, mas adianto que sou só uma mulher que sofreu demais por ter sido ingenua, por não ter tomado os devidos cuidados aqui na internet, e que como muitas, saio de um casamento terrível, onde era violentada de todas as formas, mas que se deixou violentar, e na ansia de ser feliz, e com fome de muito amor, caiu na primeira declaração de amor Vinda de um expert em mulheres carentes. A idéia do blog não é promover a coitadinha que perdeu tudo, e que hoje leva uma vida difícil...já joguei minha coitadinha no lixo a muito tempo, assumo minhas responsabilidades, e ninguém nos faz aquilo que não permitimos....dei muito poder a ele, assim como havia dado a meu ex marido, e sempre que fazemos isso, abrimos mão de nós mesmas, e as pessoas se sentem a vontade de fazer o que bem quiser.

Outro ponto a enfatizar aqui é que eu não estou fazendo apologia ao sofrimento...nem acho que me exponho quando conto que fui vítima de violência física, verbal, emocional de meu ex marido, e mesmo tendo uma vida muito confortável materialmente, eu pedi a separação e lutei por ela, porque não há jóia, não há carro nem coisa alguma que possa servir de consolo, ou de desculpas para se viver num cativeiro como eu vivia...nunca me vendi.

Eu escrevo esse blog para PEDIR as mulheres em geral, que não fiquem nas mãos de ninguém, que denunciem, que façam BO quando forem agredidas principalmente físicamente, eu só passei a ter mais segurança o dia em que fiz um BO e andava com ele na bolsa.

Não acreditem nas desculpas, nos beijos pós massacre...nas promessas de que será a última vez! Quem nasce para agredir e encontra quem deixe, seja lá porque motivo, fará isso a vida inteira...não queira mudar ninguém....mude você.

As minhas dores, minhas mágoas, ou qualquer sentimento que derive do reultado de ter ou ser mal amada, já foi superado, caso contrário, eu não faria esse blog. Não trabalhei fora, apesar de ter faculdade e várias pós, me dediquei a filhos e ao marido durante 17 anos, abri mão de minha profissão, e hoje não tenho o menor valor para o carrasco que conviveu comigo por 17 anos, que pediu para que eu não trabalhasse...e hoje espalha aos 4 ventos que não fiz nada durante 17 anos....e se vinga no bolso, me deixando passar necessidade, e principalmente, deixando os próprios filhos passarem, sendo ele um grande executivo...mas como já escrevi anteriormente, eu deixei....eu permitir...quando eu devia ter ido embora na primeira levantada de mão de que ele deu.

Saí de um casamento onde eu deixei que me roubasse meus sonhos, minha auto estima, e tantas outras coisas, e entrei em outro que me roubou de fato, talvez a única coisa que tenha sobrado de meu casamento...um apartamento, que era minha segurança, e um carro que querendo ou não é um conforto....deixei os dois levarem tudo.

Isso é apenas um alerta, um exemplo, uma confissão de ingenuidade e burrice. Hoje, depois de tudo que dei, me dediquei, fui leal, respeitei, ainda sou mal julagada por ter me envolvido com uma pessoa que era um bandido e eu nem desconfiei.

Mas aos que me aconselham não se importar com a opinião alheia, a ser eu mesma, eu digo que o que os outros pensam , acham sentem a meu respeito, não tem o menor valor, nem chego a ouvir, sei quem sou, não tenho vergonha de ter sido tão abandonada por mim, mas hoje, depois de ter passado por tudo que passei, me amo muito, me valorizo demais, to ainda na luta, ainda quero ser muito feliz, e serei...sinto falta de ter meu conforto? claro!! de ter meu carro? com certeza!! mas tudo isso foi o preço que paguei para aprender na dor...e hoje olho no espelho e vejo uma mulher de carater, que assume que errou, ou que fez o que sabia, mas que nunca mais deixará alguém se quer enconstar as mãos em mim, se não for para me fazer um carinho.

As mãos que batem, não sabem acariciar, as mãos que roubam, não sabem pegar nem reconhecer o que é verdadeiro e honesto.

Era isso...esse é o meu recado, e sempre será!

(nós aceitamos o amor que nós achamos que merecemos)





http://meunamoradopsicopata.wordpress.com/
Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Enquanto a vida vai e vem, você procura achar alguém que um dia possa lhe dizer: Quero ficar só com você.

Renato Russo.

terça-feira, 26 de junho de 2012

Fica com Deus....

É Lela, eu sei que para você toda maneira de amar vale a pena...nos conhecemos tínhamos 18 anos, amigas de faculdades levamos essa amizade vida a fora. Fomos no casamento uma da outra, nos vimos grávidas, vi suas filhas nascerem e você viu os meus filhos também nascerem. Viramos adultas, mãe e esposa...nosso papos mudaram porque aquelas fantasias dos 18 anos  resolveram ser "reais"...ou não foram?? Tentamos e fizemos o melhor que sabíamos, você foi feliz á seu modo no seu casamento e eu também, mas a felicidade foi passaporte rápido para quem não tinha mais visto de "esposa" e tomamos o voo com destino ao divórcio. Fui covarde xará, não consegui te ver daquele jeito...minha maninha linda estava completamente transformada pelo cancer encardido...rs (PLÁGIO VALE)? que chegou sem a menor permissão. Nos falamos por telefone algumas vezes e você sabia que me faltava coragem para te ver, eu não saberia o que te dizer a não ser "que merda de doença é essa que você tem aí dentro". Você sabia de tudo que eu estava passando e claro sem a menor comparação com o que você estava passando...entendeu meus motivos de não ir te ver. Acompanhei tudo que estava acontecendo com você pelo seu blog, e a cada postagem descobria uma lela tão forte ou tão mais forte do que aquela que eu conhecia que...melhor parar.
Você se foi...dignamente. Sei que onde você estiver você estará lendo isso. Suas filhas são 2 mulheres lindas que enfrentaram com tamanha sabedoria sua doença que desejei sinceramente crescer e ser igual a elas, são suas...você fez um ótimo trabalho, elas representam o que você foi e quem você foi aqui nesse lado.
Vou te pedir licença e copiar a postagem que uma delas fez depois que você se foi...e colar aqui para que seja um aprendizado á quem ler...nada chega por acaso para ser lido se não for lição.
Amiga, me perdoa? não tive presente como tantas pessoas tiveram mas estava lá ao seu lado de algumas formas pouco convencionais.
Te amo maninha...minha xarazinha!! Valéria, eu sei que você já esta em franca recuperação aí do outro lado e alegrando muitas pessoas aí...cheia de luz e pronta para fazer o que for preciso pra ver esse planeta melhor.
Também quero ouvir Beatles em alguns lugares...talvez só assim minha culpa e minha saudade irão diminuir um pouco.
Sei que com drama é mais caro e dá mais trabalho então antes que isso aqui fique muito oneroso...te deixo um beijo.


sábado, 9 de junho de 2012

????

Fazia tempo que eu não entrava nesse blog para postar, aliás de todos que eu fiz esse é o que eu mais gosto. Fiquei bastante tempo sem postar porque não queria voltar a falar de dor, sofrimento e uma montanha russa de acontecimentos que com certeza faria muito sucesso na noite de terror do playcenter.
Admitir que ainda dói...dói!! tento me levantar e me reconstruir e até tento mas confesso que todas as minhas tentativas estão sendo em vão e me pergunto quando conseguirei...ou ainda pior, conseguirei? Me sinto completamente sózinha, me afastei do mundo e agora parece que ele esta a milhas de distancia de mim. Sinto que preciso de uma mão que se entrelace na minha, um abraço sincero contendo tudo que eu não recebo a anos...e tb não dou. Qual é o caminho afinal? Meu GPS insiste em não me levar para onde devo ir para voltar a viver, esqueci que isso também depende de mim, programar o GPS para ele me levar, mas não sei para onde quero ir e daqui a pouco ele quebra por falta de uso!!
São tantas coisas para eu rever e para eu ver...escrever que nem eu sei mais quem sou eu é piegas demais, soa como frase do google mas é mais pura verdade, me transformei em alguém que nem de longe lembra aquela Valéria de antes...acho que meu sangue errou de veia e se perdeu.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

EU APRENDI A RESPEITAR A VIDA

Uma das primeiras coisas que aprendi quando comecei o meu processo de aprendizado, foi a respeitar a vida, nunca desafia-la, a confiar nela. Se eu estava caminhando por mim mesma e na verdade eu não saia do lugar, tudo que eu vim disposta a aprender nessa vida estava indo ralo abaixo. Foi então que a Vida, generosa mas extremamente brava e exigente resolveu não me deixar mais por minha conta, me adotou e eu comecei uma nova forma de viver, a dar passos mais largos de forma que eu conseguisse ver tudo num angulo maior, isto é, não me limitar a ver apenas o que eu queria ver...isso era comodo demais. E minha vida, atráves de acontecimentos e situações dificeís, de perdas e tropeções, começou a mudar completamente, em todos os sentidos, minha rotina mudou (se é que eu tinha uma!!), deixei de ser algumas coisas, comecei a ser outras, tudo, absolutamente tudo a minha volta mudou num curto espaço de tempo, até meu corpo mudou, engordei, entrei na menopausa...era a vida me anunciando que a maturidade física não estava extamente coerente com a maturidade emocional. Era necessário ajustar, deixar em equilíbrio, ter coerencia...aprender.
Hoje me vejo fazendo coisas que jamais sonhei em fazer, e em relação ao que eu deixei de ser e ao que eu passei a ser, tem a ver com essa questão...deixei de ser esposa, passei a ser pai e mãe, se eu era a filhinha caçula mimada, que tinha todas as atenções e carinho do mundo...isso inverteu, e aquela que eu julgava ser a minha super heroína, e na verdade era...hoje ela esta numa cama de hospital, fragilizada em todos os sentidos, e quem cuida dela sou eu...é a minha grande chance de retribuir um pouco todo o amor e carinho que ela me deu.
A vida nos coloca em vários papéis.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

PIPOCAS E PIRUÁS

Eu me sinto como se tivesse sido colocada num copo de caipirinha, com gelo, limão, vodka, açucar, e tivessem me chacoalhado muito...nada saiu como era, cada coisa virou uma só. Olho para trás e percebo que aquela Valéria tão dondoca, que morava no país das maravilhas...seria Alice? ou seria sininho que morava na terra do nunca?? Bem, essa daí que vos descrevo, era eu!!?? esta completamente mudada, chacoalhou, balançou, misturou, e nesse processo posso dizer que doeu, ardeu, arranhou, sangrou...e o resultado esta aqui, a escrever aos interessados sobre natureza humana, ou a descrever, como queiram o que venha a ser o processo de evolução.
Realmente tudo mudou, nada do que era, não é mais, o que eu tinha, perdi, o que eu não tinha, ganhei ou conquistei...e minha vida mudou completamente. Reavalio as pessoas que fizeram parte desse primeiro momento da Valéria dondoca...hummm!! vamos lá: teve alguém que já sabia tudo que eu sei hoje, mas não impunha seus conhecimentos, dava alguns toques, mas sabia que isso era obra única e exclusivamente da vida, da natureza, e de tudo que é divino composto por ela. Teve também alguém que eu amei muito, que naquela época foi muito importante para mim, e hoje me assusto com essa escolha...hoje? quero-o bem longe da minha vida, jamais essa Valéria seria capaz ama-lo novamente...mas tudo e todos que fizeram parte desse pedaço de vida que ficou lá pra trás foram importantes sim, eu precisei, fui precisada, mas nem todos foram embora, pelo contrário, tudo que era sincero e autentico ficou, e tudo que era mentira e fazia de conta...sumiu!! que não volte, please!
Agora eu entendo perfeitamente aquela história da pipoca passar pelo fogo (dor) que é o processo de mudança, e orgulhosamente me vejo uma linda pipoca estourada e branquinha...meio grandinha também!! Mas infelizmente vejo também os piruás...

SINTO O DESLIGAMENTO

Eu tenho aprendido muito com meu irmão nesses últimos meses, a convivência e a proximidade que não tínhamos estamos tendo agora, e junto a descoberta de um irmão bem mais maduro, sensato, realista. Ele óviamente também esta muito triste com tudo isso, e desgastado, pois foi ele quem acompanhou meu pai no hospital e ficou lá com ele até ele falecer, a poucos meses atrás. Tristezas a parte, sabemos que tudo a nossa volta tem um razão de ser, e que nossa vida é feita de ciclos que começam e se encerram, para novos começarem e assim por diante...nada, absolutamente nada é para sempre, por mais que seja difícil aceitar esta constatação, é preciso, ou então sofreremos em dobro. As pessoas envelhecem, e o "motor interno" começa a dar complicações, por mais que se faça, um dia para...pronto! missão cumprida aqui na terra, chegou a hora de ir para o outro lado, se recuperar de todos os desgates e sofrimentos passados aqui na terra, e se encontrar com parentes, pessoas amadas, amigas, e melhor quando se tem a sensação de dever cumprido. Nesse caso, posso afirmar que ela cumpriu com "louvor" sua missão aqui na terra, talvez tenha ido além, fez muito mais, se deu muito mais, amou profundamente...e com certeza nos deixou lições, exemplos, e uma linda história feita de lembranças de momentos felizes...e são muitos. Ela ainda esta entre nós, tenho ficado no hospital com ela, e sinto que seu desligamento esta acontecendo aos poucos...os sentimentos são muitos, de perda, de agradecimento por te-la tido tanto nessa jornada, tristeza (sentímento mesquinho, típico de seres humanos humanóides!!) por saber que a veremos mais fisicamente.
Essa sem dúvida, foi a única experiencia de amor verdadeiro que pude sentir, vivenciar e aprender...

terça-feira, 19 de julho de 2011

DÓI MUITO

Eu tenho vivido dias terríveis, como é duro ver alguém que você ama muito indo embora, por mais que eu segure nas mãos dela, sei que não tem jeito, o tempo dela aqui esta se esgotando. Vem as lembranças dos muitos momentos felizes que tivemos, de todas as vezes em que ela esteve ao meu lado, segurando frme minha mão, me encorajando, me ouvindo...ou as vezes só me olhando. Chorar é pouco para desabafar, eu sempre achei que o limite da dor fosse o choro, mas hoje eu percebo que a minha dor transcende até o chorar. E daí vem os questionamentos...podia ter feito mais por ela, ter dado mais amor, ter entendido aquele dia que ela me falava as verdades porque queria me ver bem. Parece que 81 anos não foram suficientes para eu aproveita-la...eu queria mais, muito mais, e ela sempre me pareceu imortal, uma figura forte na minha vida, a minha melhor referencia. Hoje, eu a vejo fraca, vejo nos seus olhos muita tristeza, ela sabe que já esta indo...como dói.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

TE OLHO NOS OLHOS

sábado, 9 de julho de 2011

Com o tempo...
Você aprende que estar com alguém só porque esse alguém lhe oferece um bom futuro, significa que mais cedo ou mais tarde você irá querer voltar ao passado...

Com o tempo...
Você se dará conta que casar só porque está sozinho(a) , é uma clara advertência de que o seu matrimônio será um fracasso...

Com o tempo...
Você compreende que só quem é capaz de lhe amar com os seus defeitos, sem pretender mudar-lhe, é que pode lhe dar toda a felicidade que deseja...

Com o tempo...
Você se dará conta de que se você está ao lado de uma pessoa só para não ficar sozinho(a), com certeza uma hora você vai desejar não voltar a vê-la...

Com o tempo...
Você se dará conta de que os amigos verdadeiros valem mais do que qualquer montante de dinheiro...

Com o tempo...
Você entende que os verdadeiros amigos se contam nos dedos, e que aquele que não luta para os ter, mais cedo ou mais tarde se verá rodeado
unicamente de amizades falsas...

Com o tempo...
Você aprende que as palavras ditas num momento de raiva, podem continuar a magoar a quem você disse, durante toda a vida...

Com o tempo...
Você aprende que desculpar todos o fazem, mas perdoar, só as almas grandes o conseguem...

Com o tempo...
Você compreende que se você feriu muito um amigo, provavelmente a amizade jamais será a mesma...

Com o tempo...
Você se dá conta de que cada experiência vivida com cada pessoa, é irrepetível...

Com o tempo...
Você se dá conta de que aquele que humilha ou despreza um ser humano,
mais cedo ou mais tarde sofrerá as mesmas humilhações e desprezos,
só que multiplicados...

Com o tempo...
Você aprende a construir todos os seus caminhos hoje, porque o terreno de amanhã é demasiado incerto para fazer planos...

Com o tempo...
Você compreende que apressar as coisas ou forçá-las para que aconteçam, fará com que no final não sejam como você esperava...

Com o tempo...
Você se dará conta de que, na realidade, o melhor não era o futuro,
mas sim o momento que estava vivendo naquele instante...

Com o tempo...
Você aprende que tentar perdoar ou pedir perdão, dizer que ama, dizer que sente falta, dizer que precisa, dizer que quer ser amigo... ...junto de um caixão... ...deixa de fazer sentido...

Por isso, recorde sempre estas palavras:
O homem torna-se velho muito rápido e sábio demasiado tarde.
Exatamente quando:
JÁ NÃO HÁ TEMPO!

Madrugada quente...
Quarto, artificialmente, frio...
Insônia cruel dominando a minha mente.

Fecho os olhos e me perco numa estrada
onde tenho a doce visão do teu rosto

Imagino teus beijos
e um alento invade a minha alma

Sinto teus lábios úmidos unindo-se aos meus
Enlouqueço com o serpentear
da tua língua buscando a minha saliva
Aqueço-me no calor do teu corpo
e navego na maciez da tua pele
Ouço o pulsar do meu coração em batidas descompassadas

A paixão me invade
e o desejo de te amar me domina

Sussurro, em teu ouvido, delírios de amor e paixão
Teu hálito quente prenuncia um orgasmo
O rubor de tua face me enlouquece
O clímax do nosso amor acontece
Ejaculo delirando de prazer

O telefone toca...
Abro os olhos e não te vejo...
Atendo na esperança de ouvir tua voz...
É o serviço de despertador anunciando que o dia amanheceu

Volto a realidade...
Percebo, enfim,
Que passei mais uma noite
Amando-te na minha eterna solidão.


"Existem momentos na vida...
em que as palavras perdem
o sentido ou parecem inúteis,
e por mais que a gente pense
numa forma de empregá-las
elas parecem não servir,
então...melhor é não dizer nada,
apenas sentir

"Como encontrar minha estrela perdida,
Se meu céu foi assaltado pela ilusão,
E as estrelas temem...
Como encontrar meu sonho,
Se os pesadelos me visitam constantemente.
Como encontrar a palavra certa para definir um sentimento,
Se todos parassem e perderem o sentido.
Como enxergar alguém próximo a mim,
Se estou distante do meu próprio eu.
Como me conformar que eu gostaria
De ter ficado apaixonado em outra hora,
Em outro lugar, em outra vida...
Como encontrar um motivo,
Que me faça mudar o caminho,
Mudar a estação.
Como trocar a saudade pela paz,
Se sentimentos não se trocam apenas se unem.
Como me sentir feliz,
Se o amor não foi tão bom comigo...
Me apaixonei quando mais
Precisava ficar tranqüilo.
As coisas não precisam ser complicadas,
Pois o mais simples já se complicou...

NÃO SABER AMAR

. Homens que não sabem amar .


" Eles realmente não sabem o que é amor"



Eles são sedutores, inteligentes, interessantes. Não medem esforços na hora da conquista. E continuam destilando seus encantos por um tempo até que, sem mais, desaparecem. Em seu vácuo, deixam apenas a dúvida: - O que aconteceu afinal, se parecia tudo tão bem?
Vou fazer um post hoje sobre uma reportagem que tirei da revista Marie Claire, que achei extremamente interessante, e acredito que muitas pessoas (mulheres), se identificarão por já ter conhecido ou lidado com situações desse tipo.
A revista Marie Claire, entrevistou a psiquiatra Ana Beatriz Barbosa Silva (autora de vários livros, dentre eles "Mentes Perigosas"), e fiquei surpresa com a 'definição de perfil' dada pela psiquiatra, sobre alguns casos. 
Inclusive, acabei de me livrar de um deles há três anos (ainda bem que eu estou relativamente vacinada).
Segue abaixo a entrevista, é longa, mas vale a pena conferir!
Toda mulher passou ou conhece alguém que tenha passado pelas mãos daquele tipo que faz tudo para conquistá-la e simplesmente some - ou a troca por outra - sem dar explicação. É quase um clássico na lista de experiências amorososas que acabaram mal. Mas será que dá, para pôr todos esses homens sobre o mesmo rótulo e classificá-los simplesmente como grandessíssimos cafajestes? Talvez parte deles seja mesmo, outros provavelmente não estavam afim (é possível que um homem não goste da gente sem que ele seja necessariamente um cachorro, afinal).
 Alguns, porém, por mais que queiram, podem apenas não conseguir amar. Ou, como diagnostica o especialista em relacionamentos amorosos norte-americano Steve Carter, podem ter fobia de compromisso.
Mas como é que a gente identifica, então, se o cara que estamos lidando tem boas intenções ou está pronto para fugir a qualquer momento?
Existem diferentes padrões de comportamento entre os fujões: há os que desaparecem no dia seguinte, que mudam de atitude durante a relação (geralmente curta), os que transformam as qualidades da mulher em defeitos de um dia para o outro e os que traem compulsivamente. Qualquer que seja a história, fica evidente a falta de comprometimento com a relação.
 "Um homem com fobia de compromisso é confuso e confunde as mulheres. Ele vive dividido entre a necessidade de amar ou medo incontrolável de se comprometer. Sua confusão cria um padrão de comportamento tão claro quanto as impressões digitais". Diz Carter em seu livro, Homens que não conseguem amar (Sextante, 240 págs). Nele, Carter define esse perfil de homem como chama de "síndrome da perseguição/pânico." "Isso quer dizer que ele empreende uma perseguição implacável, incansável até sentir que o amor e a reação da mulher o deixem encurralado no relacionamento - eternamente. No momento em que isso acontece, sente o relacionamento como uma prisão que lhe provoca ansiedade;quando não, pânico total. Antes que a mulher saiba o que está acontecendo, o homem já começou a fugir do relacionamento, dela e do amor."

MEDO DA INTIMIDADE

A psiquiatra também reconhece a existência desse tipo de homem que não consegue amar, um padrão de comportamento que ela chama de fobia afetiva. Nesse cenário, ela explica que o homem (ou mulher já que também estamos sujeitas a agir assim, apesar de ser mais raro) sofre na verdade de um profundo medo de rejeição. "Muitas vezes a pessoa quer aquela relação, mas não consegue lidar com a intimidade", diz. Mas como um homem com esse grau de insegurança seria capaz de se apresentar dono de si na hora da conquista? "Por serem profundamente inseguras, essas pessoas tendem a construir sua autoestima em cima de um personagem seguro, bem-resolvido, sociável. Mas temem constantemente que, com a intimidade, sua verdadeira identidade, sua fraqueza, seja descoberta e ela sejam rejeitadas. O que ela faz, então, é terminar o relacionamento antes de levar um fora que acredita que levar", afirma Ana Beatriz.
Outra possível explicação para esse tipo de comportamento, segundo a psiquiatra, é a dependência afetiva da paixão. É possivelmente onde se encaixam aquelas histórias de homens infiéis, que vivem trocando sempre uma pela outra. "Existem pessoas viciadas na paixão, naquela sensação de começo de relacionamento, na adrenalina. É quase como uma dependência em droga ou em álcool. Em geral, são aqueles que nunca toleram a frustração, é como se a vida afetiva, tivesse sempre que estar a 200Km/h. Quando o relacionamento começa a entrar na fase madura, quando a paixão vai virar amor, ele se desinteressa",diz a especialista. É aquele tipo que sempre encontrou o amor da sua vida a cada vez que começa uma história acredita que dessa vez será diferente. Mas dificilmente é. "Não fazem isso de forma consciente, não entram na vida de alguém para fazer mal. Apenas se desinteressam porque a chama virou brasa", completa ela. A paixão segundo algumas linhas de pesquisa, dura entre nove meses e dois anos. O homem que só vive de paixões- não precisa ser um expert para saber- é um típico imaturo. Mas isso, ao contrário do que muita gente pensa, não é um desvio de caráter e sim uma deficiência em seu desinvolvimento emocional e psicológico. É o correspondente masculino à mulher que vive em busca do homem perfeito, do príncipe encantado que não existe. Mas tanto esse caso como o dos fóbicos (ou medrosos do amor) podem ser "curados".
" Em geral, é difícil a pessoa enxergar sua dificuldade sozinha. Mas como a base desse comportamento está em conflitos internos, uma vez resolvidas essas questões, em geral com terapia, eles podem se tornar homens prontos para o amor maduro", diz a especialista.

CASOS EXTREMOS: A PSICOPATIA LEVE

Pode não ser fácil, mas esses homens que não sabem amar são capazes de aprender a se ligar em uma mulher, já que eles tem noção de sentimento. Entretanto, há casos extremos de homens que simplesmente são 'incapazes' de amar. Podem até saber o significado da palavra amor, mas não conhecem a sensação do que ele provoca - e isso não é só no relacionamento amoroso. Eles não se ligam de verdade a família, amigos, filhos, ninguém.
Nascem com um distúrbio ou um erro no funcionamento mental que os torna incapazes de compreender sentimentos como empatia, culpa, remorso e amor. 
E a ausência desses sentimentos é o que caracteriza uma espécie bem mais nociva e perigosa de homens que não sabem amar: os psicopatas leves ou sociopatas. Parece uma termologia exagerada, já que estamos acostumados a associar psicopatas a casos de assassinato em série, crimes passionais. Mas o primeiro capítulo do livro "Mentes perigosas" tratam justamente de um tipo de psicopata menos conhecido e, possivelmente, mais comum do que os que chegam aos jornais. São os tipos que dificilmente teriam coragem de matar alguém, mas que, assim como os outros, agem friamente em benefício de seus interesses sem se preocupar na consequência de seus atos a outras pessoas. "No campo dos relacionamentos amorosos, um psicopata usa qualquer pessoa como um instrumento ou troféu que ele se orgulha em exibir", diz Ana Beatriz.
"São casos menos comuns do que os com que outros tipos de deficiência afetiva, como a fobia ou dependência afetiva da paixão, mas são também os mais nocivos."
Nesse padrão de comportamento o homem é aquele que se mostra carinhoso, amoroso e atencioso até conseguir o que quer. Ele faz de tudo para alcançar seu objetivo que pode ser material ou necessidade de posse (muitas vezes confundida como amor excessivo). 
Todo psicopata age num padrão de quatro etapas no processo de caça. Na primeira, ele estuda a vítima, conhece seus gostos, suas fraquezas. Ele em geral procura quem esteja fragilizado , porque é mais fácil de ser dominado. Uma viúva recente, uma mulher que tenha saido de um relacionamento difícil, que tenha perdido um ente querido. Enfim, alguém que consiga manipular.
Depois de estudar a vítima ele começa a fase de absorção, na qual já sabe o que a vítima quer e faz de tudo para satisfazê-la, ganhando, assim sua confiança e seu amor. É aqui também que começa o controle excessivo sobre ela, afastando-a dos amigos, do trabalho ou de qualquer que seja que possa afastá-la dele e fazê-la desconfiar de suas intenções. O próximo passo é a exploração, em que o psicopata suga toda energia psiquica e física de sua presa. Ele reestrutura a vida da parceira de acordo com seus interesses. É nessa etapa que a mulher mais sofre, segundo Ana Beatriz, porque começa a perceber que ele não era bem quem  parecia ser, mas ainda não sabe que está dormindo com o inimigo. 
Acha que ele está infeliz e começa a fazer de tudo para agradá-lo com medo de perder aquele homem que tanto a ama. A última fase é chamada de revelação e horror quando o cara mostra quem realmente é. Em geral ocorre porque o psicopata já esgotou suas possibilidades naquela relação e encontrou outra vítima, ou então ja tem um domínio tão grande sobre a mulher que sabe que mesmo mostrando sua crueldade não irá perdê-la - ou porque já tem um filho, ou por saber que ela depende dele financeiramente, ou ainda porque tem em mãos argumentos de chantagem.
"Esse tipo de gente não tem noção de sentimento, de compaixão. É realmente um homem que não sabe o que é amor. E nunca saberá."

Como identificar um homem que não consegue se comprometer
NO ÍNICIO...
  • Ele investe pesadamente e parece estar mais interessado em você do que você nele;
  • Tem um histórico conturbado com mulheres, mas faz acreditar que com você será diferente;
  • Faz tudo o que pode para impressioná-la: Se tem dinheiro gasta; se tem algum talento exibe; se é inteligente, mostra;
  • Ele age como se precisasse mais de você do que você dele;
 
EM POUCO TEMPO...

  • As palavras e ações dele passam a ser cheias de mensagens ambígüas de uma hora para outra;
  • Ele deixa claro que determinadas áreas importantes da vida dele, como amigos, família e trabalho, são "zonas proibidas" e exclui você de algumas ou da maioria delas;
  • Foge dos eventos que incluam sua família e amigos e evita passar muito tempo com essas pessoas. É como se tivesse certeza de que alguém alí sabe alguma coisa negativa sobre ele;
  • Ele pode deixar pistas de que está interessado ou até mesmo saindo com outra mulher;
  • Se estiver saindo com outra mulher, mente garantindo que você é a pessoa mais importante da vida dele (apesar de não demonstrar isso em gestos);
  • Apesar de tudo o que diz, nada muda: ele não deixa o relacionamento a vançar e se recusa a falar sobre isso.

DESCULPE, FOI ENGANO


Eu pensei que você soubesse tudo sobre amor, pensei que havia sentido o tamanho do meu amor, que não precisa de tempo nem espaço para fluir. Acredito em amores eternos, de vidas passados, muitas vezes esse amor já faz parte de nosso DNA, esta apenas adormecido dentro de nós, mas basta sentir o cheiro da pessoa que temos uma enorme ligação afetiva, tudo volta e reascende a chama do que sempre sentimos, de tudo que guardamos e vivemos, ninguém pode nos tirar isso.
O amor faz a gente entender o que ninguém consegue, faz a gente abdicar de coisas em nome de um amor que sabemos...nos fará feliz. As pessoas querem ter tudo, não abrem mão de nada, preservam suas reservas afetivas como garantia de nunca ficar só. Pensei que você fosse mais forte, mais insistente..persistente ao ver algo importante escapar de suas mãos, sinceramente imaginei que você seguraria firme uma promessa de amor verdadeiro, e que em nome desse amor pudesse mudar algumas coisas de sua vida...como um chip.
Mas você me mostrou que não era nada disso no momento em que me avisou que não luta por nada nem por ninguém, que simplismente deixa ir embora sem ao menos entender os motivos que a fizeram ir.
Forte..ser forte é entender os medos alheios, é ler na alma da pessoa que ela pode te amar, ela sabe te amar, ela ama, mas seus medos e inseguranças não a deixam ir além. Seu celular tocou, e nessa hora pude compreender que a intuição de quem ama verdadeiramente é maior do que qualquer outra coisa, e não suportando mentiras, fiz minhas malas e parti, chorando, parti meu coração em mil caquinhos por medos que ainda não aprendi a doma-los.
Talvez eu encontre algum dia, alguém que esteja disposto a amar e se entregar...

Acostumamos tanto com as mudanças que  não nos surpreendemos mais......

"E tudo mudou
O rouge virou blush
O pó-de-arroz virou pó-compacto
O brilho virou gloss

O rímel virou máscara incolor
A Lycra virou stretch
Anabela virou plataforma
O corpete virou porta-seios
Que virou sutiã
Que virou lib
Que virou silicone

A peruca virou aplique, interlace, megahair, alongamento
A escova virou chapinha
"Problemas de moça" viraram TPM
Confete virou MM

A crise de nervos virou estresse
A chita virou viscose.
A purpurina virou gliter
A brilhantina virou mousse

Os halteres viraram bomba
A ergométrica virou spinning
A tanga virou fio dental
E o fio dental virou anti-séptico bucal

Ninguém mais vê...

Ping-Pong virou Babaloo
O a-la-carte virou self-service

A tristeza, depressão
O espaguete virou Miojo pronto
A paquera virou pegação
A gafieira virou dança de salão

O que era praça virou shopping
A areia virou ringue
A caneta virou teclado
O long play virou CD

A fita de vídeo é DVD
O CD já é MP3
É um filho onde éramos seis
O álbum de fotos agora é mostrado por email

O namoro agora é virtual
A cantada virou torpedo
E do "não" não se tem medo
O break virou street

O samba, pagode
O carnaval de rua virou Sapucaí
O folclore brasileiro, halloween
O piano agora é teclado, também

O forró de sanfona ficou eletrônico
Fortificante não é mais Biotônico
Bicicleta virou Bis
Polícia e ladrão virou counter strike

Folhetins são novelas de TV
Fauna e flora a desaparecer
Lobato virou Paulo Coelho
Caetano virou um chato

Chico sumiu da FM e TV
Baby se converteu
RPM desapareceu
Elis ressuscitou em Maria Rita?
Gal virou fênix
Raul e Renato,
Cássia e Cazuza,
Lennon e Elvis,
Todos anjos
Agora só tocam lira...

A AIDS virou gripe
A bala antes encontrada agora é perdida
A violência está coisa maldita!

A maconha é calmante
O professor é agora o facilitador
As lições já não importam mais
A guerra superou a paz
E a sociedade ficou incapaz...

... De tudo.

Inclusive de notar essas diferenças"

OBSTÁCULOS

Os obstáculos surgem em nossas vidas para reavivar nossa
fé no ser supremo, que não nos abandona jamais.
Que testa sim nossa capacidade de luta e empenho.
É um desafio que deve ser vencido, sem merecimento, sem
que o desânimo amanheça conosco, mesmo quando nossos
esforços forem vistos com indiferença, existirá sempre uma
força oculta, que nos livrará das aflições, tornando-nos
muito mais fortes.
Pra tanto basta percebemos que quando o sol nasce dá um
espetáculo muito especial, enquanto nós continuamos
adormecidos e nunca por isso ele deixou de nascer.
É tempo de acreditarmos que nunca se está só em
nenhum momento

F R A S E S


"Nossos gostos mudam a medida que amadurecemos. As garotas gostam de bonecas pintadas, e os meninos de soldados. Quando
crescem, algumas garotas gostam de soldados e alguns rapazes de bonecas pintadas."



"Amo a liberdade, por isso deixo livre tudo que tenho...Se voltar é porque conquistei, senão é porque nunca as possuí!"


"O verdadeiro vencedor esquece que está numa corrida, apenas ama correr"



"Quando precisar de silêncio para pensar em alguém, lembre-se que neste mesmo silêncio alguém pensa em você."


"Nunca digas que esqueceste um amor diga apenas que consegue falar nele sem chorar, pois o amor é... inesquecível"


"Os anjos o chamam de alegria celeste, os demónios o chamam de sofrimento infernal, os homens o chamam de amor"


"Como posso dizer que o amor é cego se te amei por um olhar".

F R A S E S

"O que mais me dói é saber que eu e você nunca seremos nós"

"Essa sua boca que tanto beijei, hoje me negou um sorriso"


"O dia mais importante não é o dia em que conhecemos uma pessoa e sim quando ela passa a existir dentro de nós"


"Quero te encontrar como encontrei da primeira vez: feliz!"



quinta-feira, 7 de julho de 2011


terça-feira, 5 de julho de 2011

Silêncio


No meu silêncio vou escutar
Meu coração os seus gritos
Em silêncio sentirei minhas lágrimas
Que meus olhos deixam deslizar pelo meu rosto
Que saem do meu coração doido pela tua ausência

Em silêncio escuto meu coração chorar baixinho.
No silêncio penso em ti
No silencio sinto a falta de ti.
No silêncio Sinto a falta de nos,
No silencio eu deixo meus pensamentos.
Ir buscar você...
sandra azevedo mello

Sou estupida porém verdadeira


Sou estupida sim, e não vou sorrir para quem não quero.
Debochada? Eu? Claro, essa é a minha profissão, e adoro ver seu olhar de morte quando te trato com estupidez.
Simpática, com você? Só de década em década, então aproveite quando eu te sorrir.
Sou rara, sou antipática, metida, de nariz empinado, dou risada na sua cara de suas glórias, só para você pensar se realmente está sendo glorioso esse seu momento.
Se me vê no ônibus, ou em qualquer outro lugar e tem vontade de bater na minha cara, porque não faz isso, estou dando a minha cara para bater. Estou tentando realizar o seu tão aguardado sonho. Mas cuidado, porque logo eu terminarei com ele.
Não sou má! Apenas malefica. Se quer ter a minha confiança e conhecer a minha rara simpátia, conquiste-a , mas já lhe havisso que isso é muito raro alguém conseguir.
Não odeio niguém. Apenas ignoro quem merece.
E todos vão ter de mim o que realmete merecem, vão ser tratados da forma que me tratam, vão conquistar um pedaço de mim que realmente merecem, e serão recebidos com um sorriso ou com apenas a minha gelada seriadade.
Aprendi tudo isso e mais um pouco até agora. Então se acostume com o meu jeito de ser.Porque eu percebo muito rápido o que as pessoas quere de mim.
Sou estúpida, porém verdadeira.


Autoria de Nirvaska

Quem é você?

[baraaaaaaaaa22.gif]


Quem é você?
Que me força um olhar malicioso, me seduz, possui com os olhos e consegue me abrir sem que eu ofereça resistência?
Quem é você?
De onde vens?
Para onde vais?
Te peço...
Leva-me contigo?
Moras na inexistência, por isso não existes, não falastes e nem ao pouco me sorriste...
Vais partir sem levar-me.
Porém levarás o que de mais belo para mim existe....
Levarás apenas a lembrança de um sorriso, que aos poucos se dissolverá na inexistência, tua morada fria, infinita e incalculável...
Helena Martins Daniel

Por um minuto de certeza

[baraaaaaaaaa18.gif]


Não. Você não sabe tudo.

Enquanto você se debate, tentando constantemente fazer a escolha certa, optar pelo caminho ideal, a estrada perfeita que o levará de encontro a uma vida repleta de grandes realizações, renomadas técnicas de terapia pregam que não existe o caminho certo ou errado, mas sim o mais adequado a cada momento e para cada pessoa. Então você se pergunta: Seria mais fácil acreditar na limitada dualidade de certo ou errado, torcendo para escolher o caminho de conseqüências menos desastrosas, ou a idéia de infinitas possibilidades, atalhos descontraidamente atraentes, escolhas espontâneas e despudoradas pode ser real?
Seu reflexo no espelho quando acorda de manha não é sempre o mesmo, mas você não sabe disso porque se olha, mas não se enxerga. Não enxerga nada além de duas imensas portas com uma estrada desconhecida atrás de cada uma delas e uma dolorosa e inevitável escolha.
Por que nunca enxergamos o meio termo? O infinito leque de possibilidades de que tanto falam.
É excitante pensar na incerteza como uma opção bem – humorada ao invés de uma torturante sensação de agonia. Você escova os dentes. Não tem certeza de nada. Dá as costas para o espelho e se afasta a passos lentos enquanto seu reflexo se torna cada vez menor.
Tudo na vida é sempre fruto de uma escolha, por mais simples e insignificante que possa ser. Todos nós estamos constantemente escolhendo e se escolhemos é porque podemos, e se podemos é porque existem opções.
Permita-me um exemplo um tanto simplório, mas não menos adequado para explicar o que me propus a abordar: Tinturas para cabelo. A monótona definição de loira, morena ou ruiva há muito cedeu lugar ao loiro acobreado, o preto azulado e os diversos tons de vermelho, só para citar alguns. As escolhas se fazem presentes em qualquer lugar. Então arrisque-se! Mergulhe nesse mar de cores e não seja tão convencional. Permita-se um tom de vermelho diferente, talvez algumas mexas claras ou pinte tudo de uma vez. O fato de uma escolha parecer arriscada, sombria, diferente dos padrões aos quais estamos acostumados não a torna errada, condenável ou imprópria. Ao contrário, pois até mesmo nesse momento devemos escolher já que diante de nós se estende a possibilidade de passarmos toda uma vida na mesmice da rotina, seguindo os mesmos passos daqueles que nos precederam e agindo exatamente como esperam que façamos, ou podemos simplesmente “chutar o pau da barraca”.
Eu sei, eu sei. Você queria tanto ter certeza não é?! Deseja com toda a força de sua alma acreditar que sabe exatamente o que está fazendo, que pode arquitetar e seguir a risca os mais complexos planos de vida, e o mais importante, que pode prever os resultados desses planos com a precisão de uma pesquisa científica. Bom, sinto muito em lhe dizer, mas a certeza que tanto busca, a certeza que muitas vezes finge ter vai sempre escorrer por entre os dedos como água, límpida, pura e essencial.
Então desista, não sofra e acredite. Desista de controlar o incontrolável, não sofra demasiadamente por aquilo que não pode evitar e acredite sempre que a escolha está em suas mãos. Os caminhos são diversos e se a verdade está mesmo na infinitude de possibilidades, as infinitas estradas serão desbravadas por aqueles que se atreverem a desafiar a mórbida dualidade.
2007/12/19 enviada por Lorena de Macedo



ALMAS QUE SE ENCONTRAM

Dizem que para o amor chegar não há dia, não há hora, nem momento marcado para acontecer. Ele vem de repente e se instala no mais sensível dos nossos órgãos, o coração.

Começo a acreditar que sim. Mas percebo também que pelo fato deste momento não ser determinado pelas pessoas, quando chega, quase sempre os sintomas são arrebatadores. Vira tudo às avessas e a bagunça feliz se faz instalada. Quando duas almas se encontram o que realça primeiro não é a aparência fisica, mas a semelhança d'almas. Elas se compreendem e sentem falta uma da outra.

Se entristecem por não terem se encontrado antes, afinal tudo poderia ser tão diferente. No entanto sabem que o caminho é este e que não haverá retorno para as suas pretensões. É como se elas falassem além das palavras, entendessem a tristeza do outro, a alegria, o desejo, mesmo estando em lugares diferentes. Quando almas afins se entrelaçam passam a sentir saudade uma da outra num processo contínuo de reaproximação até a consumação.

Almas que se encontram podem sofrer bastante também, pois muitas vezes tais encontros acontecem em momentos onde não mais podem extravasar toda a plenitude do amor que carregam, toda a alegria de amar e querer compartilhar a vida com o outro, toda a emoção contida à espera do encontro fatal.

Desejam coisas que se tornam quase impossíveis, mas que são tão simples de viver. Como ver o pôr-do-sol, caminhar por uma estrada com lindas árvores, ver a noite chegar, ir ao cinema e comer pipocas, rir e brincar, brigar às vezes, mas fazer as pazes com um jeitinho muito especial.

Amar e amar, muitas vezes sabendo que logo depois poderão estar juntas de novo sem que a despedida se faça presente. Porém muitas vezes elas se encontram em um tempo e em um espaço diferentes do que suas realidades possam permitir.

Mas depois que se encontram ficam marcadas, tatuadas e ainda que nunca venham a caminhar para sempre juntas, elas jamais conseguirão se separar. E o mais importante: terão de se encontrar em algum lugar.

Almas que se encontram jamais se sentirão sozinhas porquanto entenderão, por si só, a infinita necessidade que têm uma da outra para toda a eternidade...

Por Edson Pessel

segunda-feira, 4 de julho de 2011

AS FERIDAS NECESSÁRIAS

"Uma ostra que não foi ferida não produz pérola"
As pérolas são feridas curadas
Pérolas são o produto da dor,
resultado da entrada de uma substância estranha
ou indesejável no interior da ostra,
como um parasita ou um grão de areia.
A parte interna da concha de uma ostra
é uma substância lustrosa chamada nácar.
Quando um grão de areia penetra, as células do nácar
começam a trabalhar e cobrem o grão de areia com camadas
e mais camadas para proteger o corpo indefeso da ostra.
Como resultado, uma linda pérola é formada.
Uma ostra que não foi ferida, não produz pérolas.

Quero te amar...
Quero te amar.Quero ser tudo para ti.Quero viver eternamente nosteus sonhos e sonhar contigo sempre para garantir mais um amanhecer em minha vida.Vou estar contigo sempre e, mesmo com a distancia, vou te amar e, mesmo com a aproximidade sentirei o nosso amor distante...atravessando o infinito.Amo tudo que vem te ti:Cada palavra, cada gesto, cada lágrima que eu possa enxugar com um simples toque de meus lábios em tua face.
Sinto falta do beijoque esta por vir, da palavra que ainda não foi dita.Do que passou falta não sinto.Guardo cada momentocomo se pudesse vivê-lo a qualquer hora com intensidade de outrora.Não deixarei que nenhuma lágrima caia desses olhos que brilham como o primeiro raio de sol que feriu meu rosto depois de ter provado do meu amor.Ouço tua voz trazida pelo vento.Me afogo nas profundezas dessa paixão.Me entrego deliberadamente a esse amor, pois a únic coisa que temo é não poder me entregar por inteiro e depois lamentar um segundo perdido.Respiro em busca do teu cheiro, choro todas as tristezas do mundo para que tú não precises mais sentir dor.Vivo cada momento esperando pela eternidade de um segundo ao teu lado.Sofro na ânsia de te encontrar em todo lugar que olho.Morro na esperança de renascer nos teus braços, depois de ter t amado por toda uma vida e uma eternidade....TE ESPERO AQUI, AGORA...vamos viver mais uma eternidade. Estou te esperando...ah!! e quando vier, basta me olhar...eu saberei reconhece-lo.



PARA QUANDO EU TIVER ...

Talvez seja tão simples, tolo e natural que você nunca tenha parado para pensar: aprenda a fazer bonito o seu amor. Ou fazer o seu amor ser ou ficar bonito. Aprenda, apenas, a tão difícil arte de amar bonito. Gostar é tão fácil que ninguém aceita aprender.
Tenho visto muito amor por aí, Amores mesmo, bravios, gigantescos, descomunais, profundos, sinceros, cheios de entrega, doação e dádiva,mas esbarram na dificuldade de se tornar bonito. Apenas isso: bonitos,belos ou embelezados, tratados com carinho, cuidado e atenção. Amores levados com arte e ternura de mãos jardineiras.
Aí esses amores que são verdadeiros, eternos e descomunais de repente se percebeu ameaçados apenas e tão somente porque não sabem ser bonitos: cobram; exigem; rotinizam; descuidam; reclamam; deixam de compreender;necessitam mais do que oferecem; precisam mais do que atendem; enchem-se de razões. Sim, de razões. Ter razão é o maior perigo no amor.
Quem tem razão sempre se sente no direito (e o tem) de reinvindicar, de exigir justiça, equidade, equiparação, sem atinar que o que está sem razão talvez passe por um momento de sua vida no qual não possa ter razão. Nem queira. Ter razão é um perigo: em geral enfeia o amor, pois é invocado com justiça mas na hora errada. Amar bonito é saber a hora de ter razão.
Ponha a mão na consciência. Você tem certeza que está fazendo o seu amor bonito?
De que está tirando do gesto, da ação, da reação, do olhar, da saudade, da alegria do encontro, da dor do desencontro, a maior beleza possível? Talvez não. Cheio ou cheia de razões, você espera do amor apenas aquilo que é exigido por suas partes necessitadas, quando talvez dele devesse pouco esperar, para valorizar melhor tudo de bom que de vez em quando ele pode trazer.
Quem espera mais do que isso sofre, e sofrendo deixa de amar bonito. Sofrendo, deixa de ser alegre, igual criança.E sem soltar a criança, nenhum amor é bonito.
Não tema o romantismo. Derrube as cercas da opinião alheia. Faça coroas de margaridas e enfeite a cabeça de quem você ama. Saia cantando e olhe alegre.
Recomendam-se: encabulamentos; ser pego em flagrante gostando; não se cansar de olhar, e olhar; não atrapalhar a convivência com teorizações; adiar sempre, se possível com beijos, “aquela conversa importante que precisamos ter”, arquivar se possível, as reclamações pela pouca atenção recebida. Para quem ama toda atenção é sempre pouca. Quem ama feio não sabe que pouca atenção pode ser toda atenção possível.Quem ama bonito não gasta o tempo dessa atenção cobrando a que deixou de ter.
Não teorize sobre o amor :não teorize sobre o amor, ame. Siga o destino dos sentimentos aqui e agora.
Não tenha mêdo exatamente de tudo o que você teme, como: a sinceridade;não dar certo; depois vir a sofrer (sofrerá de qualquer jeito); abrir o coração;contar a verdade do tamanho do amor que sente.
Jogue pro alto todas as jogadas, estratagemas, golpes, espertezas, atitudes sabidamente eficazes (não é sábio ser sabido): seja apenas você no auge de sua emoção e carência, exatamente aquele você que a vida impede de ser. Seja você cantando desafinado, mas todas as manhãs. Falando besteiras, mas criando sempre. Gaguejando flores. Sentindo o coração bater como no tempo
do Natal infantil. Revivendo os carinhos que instruiu em criança. Sem mêdo de dizer, eu quero, eu gosto, eu estou com vontade.
Talvez aí você consiga fazer o seu amor bonito, ou fazer bonito o seu amor,ou bonitar fazendo seu amor, ou amar fazendo o seu amor bonito(a ordem das frases não altera o produto), sempre que ele seja a mais verdadeira expressão de tudo o que você é e nunca, deixaram, conseguiu, soube, pôde, foi possível, ser.
Se o amor existe, seu conteúdo já é manifesto. Não se preocupe mais com ele e suas definições. Cuide agora da forma. Cuide da voz. Cuide da fala. Cuide do cuidado. Cuide do carinho. Cuide de você. Ame-se o suficiente para ser capaz de amar alguem!!


HOMENS!!

Por Jack Deth,

O homem atual perdeu seu propósito de vida, não existem mais metas, objetivos para um homem. Está entregue ao niilismo. Vocês podem objetar e dizer "mas homens podem se dedicar aos estudos e o trabalho".

Podem sim, mas isso é mínimo que se espera que um homem faça: estude e arrume um emprego. É uma questão de necessidade, não de almejar uma aspiração maior, um ideal. Em suma, não há nada que defina um homem como homem...

... Exceto ser o pegador. Este é o único ideal que restou, por isso homens fazem um esforço monumental para virar o rei da cocada preta. E ao viver numa sociedade hedonista e hiper-erotizada homens crescem acreditando que o mundo é um filme pornô e que mulheres estão dando adoidado, ele acha que basta ir numa balada que "PLIM!", vai aparecer uma gostosa querendo dar para ele, e isso só agrava o quadro, pois a realidade é bem diferente.

"Pego mulher, logo existo", essa é a máxima do homem atual.

Porém, nessa jornada para virar o Don Juan acontece de o homem cruzar de vez em quando com uma mulher que, por um motivo ou outro, ele acha que é "diferente"das demais. Acredita ter encontrado sua princesinha encantada.

E como a crença dele é que ele só será feliz se estiver/seduzir/agradar mulheres o sentimento da paixão o atropela como um caminhão.

E é muito mais difícil para um homem lidar com a paixão do que a mulher por um simples motivo: homem precisa ouvir uns 40 "não" até conseguir um "sim" de uma mulher, a mulher só precisa dizer "sim" uma vez.

Então o homem precisa lidar com um sentimento de rejeição que as mulheres estão isentas, não são elas que ouvem vários "não" ao longo da vida. Prova de como é difícil lidar com essa rejeição são os casos de suicídio masculino por causa de amor mal-resolvido, disparado MUITO maior que o feminino.

terça-feira, 28 de junho de 2011

LEITURA BOA


Egoísmo, como viver com ele...

Categoria: Relacionamento Saudável
Por: Portal do Amor
O egoísmo é o hábito ou a atitude de uma pessoa colocar seus interesses, opiniões, desejos, necessidades em primeiro lugar, em detrimento (ou não) do ambiente e das demais pessoas com que se relaciona. (Fonte: wikipedia)





E por que o egoísmo é uma praga para o relacionamento? Porque ele é totalmente oposto ao significado de amar, que em resumo é doação. Amar é colocar a dedicação ao outro sempre antes do próprio interesse. Quem realmente sabe amar entrega-se totalmente à relação e não se importa em abrir mão de certas vontades para a satisfação do ser amado. Investe constantemente no relacionamento, mesmo sem ser correspondido. Sente-se bem quando o outro demonstra alegria.

Logo, uma pessoa egoísta não é capaz de demonstrar amor, não é capaz de cuidar do ser amado, muitas vezes o abandonando por causa de suas próprias necessidades e vontades. Claro, que como outras pragas como o ciúmes, existem níveis de egoísmo normais e prejudiciais.

O grande problema surje quando duas pessoas completamente opostas se apaixonam. Uma delas é uma amante potencial (no sentido de saber amar, saber doar) e a outra é extremamente egoísta e só pensa no seu próprio bem estar. Parece que a incompatibilidade é eminente e que duas pessoas tão diferentes jamais conseguirão ficar juntas.

Se nesse momento você identificou sua relação nesse cenário, muita calma! Em nenhum momento disse que essas pessoas não podem ser felizes juntas, apenas que o percurso a ser percorrido é mais tortuoso, ingrime e com maiores obstáculos. Mas chegar ao destino depende da vontade dos dois, de muito treinamento, paciência e persistência.

Estar com uma pessoa egoísta é uma tarefa difícil. Se sentir desprezada e sem importância deixa qualquer um se sentindo um nada. Vale a pena? Quanto tempo uma pessoa em sã consciência agüenta tanta falta de atenção, carinho e cuidado? Será que apenas o amor que sente é suficiente para lidar com uma pessoa egoísta?

Cabe a cada um responder a essas perguntas. Seu(sua) parceiro(a) que é egoísta sabe e aceita esse defeito e tem vontade de ser diferente?

Se a resposta for sim, vocês terão grandes chances de sucesso, afinal o primeiro passo para uma mudança é a auto aceitação das dificuldades e defeitos. Só de você saber que ele(a) quer ser melhor e quer aprender a amar já é suficiente para te dar energia para caminhar todo o trajeto junto dele(a).

Porém, se a resposta for não, a chance de brigas para o resto da vida e de uma desilusão é grande. Quem sabe amar e se doar sofre por não receber o mesmo do(a) companheiro(a). E imaginar que a pessoa não aceita e não quer mudar é penoso e prejudicial para a vida à dois.

Portanto, assim como o ciúmes, o egoísmo pode acabar aos poucos com um amor.

Se você sabe que é uma pessoa egoísta tente ser diferente, aprenda a amar; você não precisa ser um Don Juan, mas apenas respeitar as necessidades do outro vai fazer seu relacionamento durar muito e ser forte.

Se você tem uma pessoa egoísta ao seu lado, tente mostrar para ela o quanto você sofre e quanto ela te magoa; e se mesmo assim ela não quiser mudar, a escolha da sua felicidade estará em suas mãos.

LÊ O BLOG E SOME!!!!

Eu tenho, nas minhas páginas de e-mail, uma assinatura pessoal com o link do meu blog, e convite para visita-lo, então todos os emails que eu envio ou repasso, tem o endereço do blog. Eu percebo que as pessoas da qual eu converso, amigos do msn, ou até alguém que se mostra interessado por mim, desaparece depois de visitar meu blog, esse blog. Já pensei que poderia ser fantasia da minha cabeça, mas como boa sagitariana, gosto de constatar tudo...tudo que dá para constar!! E fiz o teste...bingo. Eu acho que os homens buscam mulheres que só saibam sorrir, mulheres que não tiveram passado, ou já jogaram no lixo, e acredito que quando algum deles entra aqui e lê o título do blog, já sai correndo...rsrs...deve pensar: Encrenca a vista!! Eu escrever sobre dores, sobre experiências que eu passei não faz de mim uma mulher triste, ou chata, alguém que esta sempre deprimida, pelo contrário, sempre fui meia moleca, nunca deixei de brincar, nem de sorrir, celebro a vida mesmo porque tudo isso que eu passei é vida, esta na vida, muitas também passaram, afinal, quem nunca se sentiu sózinho? quem nunca demorou a aceitar ou a lidar com um problema na vida? O gostoso tem sido agora, eu poder dividir também a minha superação, e a minha idéia é justamente essa, de passar uma mensagem de fé, de que tudo passa, por pior que seja!
Mas por outro lado, fico muito orgulhasa de quem segue meu blog e até me deixa comentários fofíssimos...de entendimento mesmo, de se indentificar, de mostrar que também tem suas dores, seus momentos de questionamentos, de resgates, sinto que são pessoas sensíveis, e para essas pessoas que eu escrevo.
Não há vergonha nenhuma em sofrer, em errar, em demorar a digerir certos fatos em nossas vidas, mas eu entendo a vida como uma troca, um grande apredizado através dessa troca, e o legal é isso.
Eu gostaria sim de ter alguém, mas não faço disso meu objetivo de vida, mesmo porque acredito que as coisas acontecem, fluem, e os que entram aqui e somem, fazem parte da seleção natural que a vida me presenteia...acho que não preciso explicar né?? :)


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Japão, por Monja Coen

Quando voltei ao Brasil, depois de residir doze anos no Japão, me incumbi da difícil missão de transmitir o que mais me impressionou do povo Japonês: kokoro. Kokoro ou Shin significa coração-mente-essência. Como educar pessoas a ter sensibilidade suficiente para sair de si mesmas, de suas necessidades pessoais e se colocar à serviço e disposição do grupo, das outras pessoas, da natureza ilimitada? Outra palavra é gaman: aguentar, suportar. Educação para ser capaz de suportar dificuldades e superá-las. Assim, os eventos de 11 de março, no Nordeste japonês, surpreenderam o mundo de duas maneiras. A primeira pela violência do tsunami e dos vários terremotos, bem como dos perigos de radiação das usinas nucleares de Fukushima. A segunda pela disciplina, ordem, dignidade, paciência, honra e respeito de todas as vítimas. Filas de pessoas passando baldes cheios e vazios, de uma piscina para os banheiros. Nos abrigos, a surpresa das repórteres norte americanas: ninguém queria tirar vantagem sobre ninguém. Compartilhavam cobertas, alimentos, dores, saudades, preocupações, massagens. Cada qual se mantinha em sua área. As crianças não faziam algazarra, não corriam e gritavam, mas se mantinham no espaço que a família havia reservado. Não furaram as filas para assistência médica – quantas pessoas necessitando de remédios perdidos – mas esperaram sua vez também para receber água, usar o telefone, receber atenção médica, alimentos, roupas e escalda pés singelos, com pouquíssima água. Compartilharam também do resfriado, da falta de água para higiene pessoal e coletiva, da fome, da tristeza, da dor, das perdas de verduras, leite, da morte. Nos supermercados lotados e esvaziados de alimentos, não houve saques. Houve a resignação da tragédia e o agradecimento pelo pouco que recebiam. Ensinamento de Buda, hoje enraizado na cultura e chamado de kansha no kokoro: coração de gratidão. Sumimasen é outra palavra chave. Desculpe, sinto muito, com licença. Por vezes me parecia que as pessoas pediam desculpas por viver. Desculpe causar preocupação, desculpe incomodar, desculpe precisar falar com você, ou tocar à sua porta. Desculpe pela minha dor, pelo minhas lágrimas, pela minha passagem, pela preocupação que estamos causando ao mundo. Sumimasem. Quando temos humildade e respeito pensamos nos outros, nos seus sentimentos, necessidades. Quando cuidamos da vida como um todo, somos cuidadas e respeitadas. O inverso não é verdadeiro: se pensar primeiro em mim e só cuidar de mim, perderei. Cada um de nós, cada uma de nós é o todo manifesto. Acompanhando as transmissões na TV e na Internet pude pressentir a atenção e cuidado com quem estaria assistindo: mostrar a realidade, sem ofender, sem estarrecer, sem causar pânico. As vítimas encontradas, vivas ou mortas eram gentilmente cobertas pelos grupos de resgate e delicadamente transportadas – quer para as tendas do exército, que serviam de hospital, quer para as ambulâncias, helicópteros, barcos, que os levariam a hospitais. Análise da situação por especialistas, informações incessantes a toda população pelos oficiais do governo e a noção bem estabelecida de que “somos um só povo e um só país”. Telefonei várias vezes aos templos por onde passei e recebi telefonemas. Diziam-me do exagero das notícias internacionais, da confiança nas soluções que seriam encontradas e todos me pediram que não cancelasse nossa viagem em Julho próximo. Aprendemos com essa tragédia o que Buda ensinou há dois mil e quinhentos anos: a vida é transitória, nada é seguro neste mundo, tudo pode ser destruído em um instante e reconstruído novamente. Reafirmando a Lei da Causalidade podemos perceber como tudo está interligado e que nós humanos não somos e jamais seremos capazes de salvar a Terra. O planeta tem seu próprio movimento e vida. Estamos na superfície, na casquinha mais fina. Os movimentos das placas tectônicas não tem a ver com sentimentos humanos, com divindades, vinganças ou castigos. O que podemos fazer é cuidar da pequena camada produtiva, da água, do solo e do ar que respiramos. E isso já é uma tarefa e tanto. Aprendemos com o povo japonês que a solidariedade leva à ordem, que a paciência leva à tranquilidade e que o sofrimento compartilhado leva à reconstrução. Esse exemplo de solidariedade, de bravura, dignidade, de humildade, de respeito aos vivos e aos mortos ficará impresso em todos que acompanharam os eventos que se seguiram a 11 de março. Minhas preces, meus respeitos, minha ternura e minha imensa tristeza em testemunhar tanto sofrimento e tanta dor de um povo que aprendi a amar e respeitar. Havia pessoas suas conhecidas na tragédia?, me perguntaram. E só posso dizer : todas. Todas eram e são pessoas de meu conhecimento. Com elas aprendi a orar, a ter fé, paciência, persistência. Aprendi a respeitar meus ancestrais e a linhagem de Budas. Mãos em prece (gassho) Monja Coen

SÁBADO, 23 DE OUTUBRO DE 2010

Nem sempre diploma dá sabedoria...

Eu fui chamada para depor novamente, e como meu advogado estava de viagem marcada e não poderia me acompanhar, me indicou sua sócia, que eu não conhecia.

Aceitei pois estava em cima da hora, contei para ela resumidamente o que havia acontecido comigo, e pude notar a cara de irônia dela...e ainda ouvir sarcasticamente que minha ingenuidade era digna de objeto de estudo. Com certeza é uma pessoa desinformada, e acha que eu fui a única a passar por isso.
Combínamos que ela faria em 2 vezes o valor que ela estipulou, mas infelizmente tive um problema de saúde na família, minha mãe teve que passar por uma cirugia cardíaca delicadissíma, e em nome disso, pedi para que ela esperasse um pouquinho mais para receber.
Ela me escreveu um e-mail, dizendo que ao invés de eu ficar fazendo bloguisinho, eu deveria ir trabalhar, e parar de depender de minha mãe, pois foi minha mãe que a pagou.
E escreveu outras ofensas mais, que não vale aqui ser escrita....e eu fiquei pensando, uma pessoa que se diz tão seguidora de Deus, até me convidou para participar do grupo de oração que ela promove em sua casa, convidou não...ela exigiu que eu fosse, como se fosse uma intimação.
Eu não ão fui por vários motivos, dentre eles, não sigo a religiaão dela, coisa que ela esqueceu de perguntar....sendo ela uma senhora....vivida, temente a Deus, mãe de 3 filhos, já avó, ainda que ela não fosse advogada, penso que ela poderia ter um pouco mais de cuidado ou sensibilidade para lidar com dores alheias. Em momento nenhum eu pedi sua opinião a respeito de minha vida, tenho plena consciência do que devo fazer, do que é preciso ser feito por mim, e pelos meus. Uma pessoa culta, exercea profissão a muitos anos, e não aprendeu a tratar o ser humano, seja ele quem for com dignidade? com um mínimo de bom senso? O respeito? saberia ela o que significa a palavra respeito? Respeito pelas minhas dores, por tudo que passei....respeito pela cirugia de miha mãe?
É, a sabedoria colhemos na vida e da vida....e é através dessa sabedoria é que evoluímos, vamos aos poucos aprendendo a ser mais suaves, a compreender o outro e seus possíveis erros, dificuldades em lidar com nossas carencias, nenhum fato acontece isolado....tem sempre um histórico por de trás de alguns enganos.
Hoje, depois de tudo que sofri, ao invés de ter ficado amarga, fiquei mais sensível em relação as pessoas e suas atitudes, e quem sou eu para julga-las?
Os livros não ensinam ter amor, ter respeito, ter bondade....isso tudo...só mesmo a mãe vida.


ONU condena aumento da violência contra mulher no mundo

NOVA IORQUE(Rádio ONU) - As Nações Unidas condenaram o aumento de casos de violência, principalmente sexual, contra a mulher em todo o mundo.



A declaração foi feita na Assembleia Geral por uma das vice-presidentes da Comissão sobre Eliminação de Discriminação contra Mulheres, Cedaw.


Membros da Família


Segundo Xiaoqaio Zhou, pelo menos uma em cada três mulheres já foi vítima de agressões físicas, forçada a manter relações sexuais ou sofreu alguma violação. Os agressores são geralmente parceiros ou membros da família.


Em seu discurso, Zhou afirmou que muitas mulheres continuam sendo vítimas de leis e costumes discriminatórios.


Nesta entrevista à Rádio ONU, de Genebra, a professora brasileira, Silvia Pimentel, que é membro da Cedaw, disse que o combate à violência deve ser feito em várias frentes.


Conjunto


"As próprias feministas é que levantaram nessas últimas décadas a importância de não falarmos 'direito da mulher', porque são 'direitos das mulheres'. Nós não somos um conjunto homogêneo, nós temos que olhar com um olhar muito agudo e cuidadoso para verificar as especificidades de várias categorias de mulheres", disse.


Um relatório do Fundo das Nações Unidas para a População, Unfpa, sugere que as mulheres continuam sendo estupradas e sujeitas a outras formas de violência sexual que não são punidas.


Além disso, meninas e mulheres estão sendo vendidas como escravas sexuais em todo o mundo. Dois milhões de meninas entre cinco e 15 anos passam a fazer parte do chamado "mercado do sexo" todos os anos.

http://mulhervivaviva.blogspot.com/

QUARTA-FEIRA, 20 DE OUTUBRO DE 2010


Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre. Não me mostrem o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração. Não me façam ser quem não sou. Não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente. Não sei amar pela metade! Não sei viver de mentira! Não sei voar de pés no chão! Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma para sempre."

Clarice Lispector


PEDAÇOS DE MIM...

Eu sou feito de
Sonhos interrompidos
detalhes despercebidos
amores mal resolvidos


Sou feito de
Choros sem ter razão
pessoas no coração
atos por impulsão


Sinto falta de
Lugares que não conheci
experiências que não vivi
momentos que já esqueci


Eu sou
Amor e carinho constante
distraído até o bastante
não paro por instante



Tive noites mal dormidas
perdi pessoas muito queridas
cumpri coisas não-prometidas


Muitas vezes eu
Desisti sem mesmo tentar
pensei em fugir,para não enfrentar
sorri para não chorar


Eu sinto pelas
Coisas que não mudei
amizades que não cultivei
aqueles que eu julguei
coisas que eu falei


Tenho saudade
De pessoas que fui conhecendo
lembranças que fui esquecendo
amigos que acabei perdendo
Mas continuo vivendo e aprendendo.

"Só nos sobrou do amor, a falta que ficou. "

Renato Russo